O mundo já não é mais o mesmo. São tantas as alternativas de produtos e serviços, tantas as possibilidades de aplicativos e sistemas, tantos modelos diferentões de relacionamento entre as pessoas, que podemos nos ver sem lugar diante deste cenário, tão inédito, tão agitado, tão inconstante. Hoje em dia, a única certeza que temos é exatamente a mudança – e isso já é lugar comum.

Quem diria, até pouco tempo atrás, que um modelo de prestação de serviços de transporte como o Uber e, posteriormente, os outros aplicativos semelhantes que surgiram, dariam tão certo? A gente pede carona pra alguém que a gente nem conhece, entra no carro, paga um valor acessível e vai embora feliz. O que nossas avós diriam disso? Fomos educados para não falar com estranhos, o que dirá entrar no carro de alguém que nunca vimos?

Até o jeito de paquerar também mudou:

Aí estão os aplicativos de relacionamento, que transformaram a maneira de conhecer gente nova. As mudanças são tão presentes que até se criam gírias – é “crush” pra lá, “match” pra cá, “shippar” acolá…

Mas, como sair dessa sinuca de olhar para nós mesmos e não saber ao certo qual é o nosso lugar nisso tudo? Diante de tantas novidades positivas, há cenários desanimadores. O desemprego crescente, o fantasma da crise, a inconstância nas relações de trabalho. Para quem não consegue encontrar emprego, quais serão as alternativas em nossos dias?

A velha fórmula que aprendemos em casa, estudar para conseguir um bom emprego, já não assegura coisa nenhuma. A qualificação continua sendo importante, porém não é mais suficiente diante da velocidade das mudanças. Só que as contas continuam chegando, as despesas seguem batendo à nossa porta, e não há um momento de respiro para que possamos entender esse mundo novo. Pare o mundo que eu quero descer!

O bom e velho jeitão de procurar trabalho pode ter se tornado ineficiente. Um currículo bem redigido e com conteúdo bacana já não é o bastante para garantir a tão sonhada recolocação profissional. Procurar emprego em sites convencionais de vagas é quase como buscar uma agulha no palheiro. Tem até tutorial dando dicas sobre o que deve ser colocado no currículo para aumentar as chances de conseguir uma entrevista.

Porém, não se trata de uma questão de inexistência de oportunidades. As empresas desejam, sim, pessoas qualificadas e preparadas, para contribuir positivamente em suas ações. Ou você nunca parou para pensar que, mesmo com as notícias terríveis que o noticiário insiste em propagar, os shoppings seguem lotados nas datas comemorativas – dia das mães, Páscoa, dia dos namorados?

Talvez, realmente faltem empregos. Mas, para quem tiver os olhos atentos e a vontade ligada, não falta trabalho!

De um lado há empresas precisando de gente boa, de outro, gente boa precisando trabalhar. A equação parece de simples solução, mas porque será que a conexão tem sido tão difícil?

Para quem está parado, buscando recolocação profissional, a cada mês que passa a sensação é de ficar cada vez mais distante do objetivo sonhado. Precisa ser assim?

Na sociedade em que a gente vive, uma coisa é certa: as empresas desejam vender. Conquistar o consumidor, o chamado “público alvo”, para a aquisição de seus produtos e serviços. Nessa geração tão tecnológica, voltamos às origens nesse processo de aproximação. Taí o Live Marketing: toda e qualquer ação que facilite ao consumidor experienciar uma relação com a marca, seus produtos e serviços. Para isso acontecer, é preciso contar com uma invenção muito antiga – gente!

A força de trabalho, a aproximação pessoal, o sorriso no rosto, o olho no olho, a disponibilidade e a postura de “estar a serviço”. Trocando em miúdos, tudo isso é Live Marketing. Uma área que cresce a cada dia, transformando a maneira de fazer negócios.

 Mas, o que o Live Marketing tem a ver com a recolocação profissional? Tudo! Se continuarmos a procurar a agulha no palheiro errado, essa busca nunca vai ter fim, né?

O Live Marketing é uma bela oportunidade de conectar gente com disposição para o trabalho.

Gente com iniciativa, interesse, autodisciplina e vontade de fazer diferente. Nessas chamadas “ações promocionais”, as marcas desejam ser reconhecidas com todo o diferencial que possuem. E aí, não tem rótulo, banner, outdoor ou embalagem capazes de comunicar melhor do que uma pessoa, assim, como você e eu, de carne e osso.

E essa gente, recebe o nome pomposo de “casting”. Conseguir fazer parte do casting de uma agência de marketing promocional, ou de uma empresa específica que atue na organização de eventos, é uma maneira rápida e rentável para conquistar um bom trabalho temporário.

E tem gente que vive disso, sabia?

Há quem faça do trabalho como promotor(a), degustador(a), garçom, recepcionista, manobrista, entre tantas outras atuações possíveis, seu ganha-pão. Com a vantagem da flexibilidade de horários, independência, possibilidade de atuar com segmentos diversos e conviver com gente dos mais variados tipos. Isso também é Live Marketing.

Poder se relacionar com as pessoas. Ter a chance de promover marcas que você também curte. Se conectar com oportunidades que, até pouco tempo atrás, nem seríamos capazes de sonhar. Realizar interações significativas e marcantes. Sair do ciclo vicioso da crise. Dar adeus ao desemprego. Ser protagonista de uma história diferente.

Live = viver.

O consumidor vive algo novo, a empresa proporciona uma vivência diferenciada. Para isso acontecer, o relacionamento é precioso. E você pode contribuir para agregar esse valor!

Marketing = ciência e a arte de criar e entregar valor para satisfazer as necessidades de um mercado-alvo.

Para os clientes, já não é suficiente uma relação convencional com as marcas que consome. É preciso se vincular, se conectar, ser impactado de um jeito diferente, pra fazer valer a pena a transação comercial.

O mercado nos convida a encontrar novos lugares, ofertar soluções diferentes. Fazendo o que sempre fizemos, chegaremos aonde sempre chegamos. Já é hora de mudar o olhar. Entregar o que temos de melhor, sem as amarras das relações tradicionais de emprego. Você é permanente – suas potencialidades, suas competências, seu carisma, sua capacidade de conexão. Por isso o trabalho pode ser temporário. Para tanto, o Izy Job vem com tudo para conectar você com o mercado, disponibilizando novas oportunidades de trabalhos temporários dos quais você ofertará suas potencialidades. Baixe o aplicativo Izy Job, disponível para IOS e Android, cadastre-se e veja quão rico é o mundo do Live Marketing!

4 COMENTÁRIOS

    • Olá Ana Cristina, tudo bem? O Izy Job é uma solução onde você se cadastra com o seu perfil profissional e as agências e empresas terão acesso a ele para que possam te chamar para as vagas publicadas ou jobs deles de empregos temporários, por favor, cadastre-se aqui https://www.izyjob.com.br/candidato/new qto mais informações sua, mais chances vc terá. Boa sorte!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui